Blogama 10 Anos – Estréia no candangão 2008

Gama decepcionou ao ficar de fora da decisão do Candangão naquele ano. Foto: CEC

O Candangão 2008 foi o primeiro campeonato que fiz pelo Blogama. Ainda pegando recortes de jornais, vídeos e rádios, ensaiei as primeiras linhas no site ajudando o Serginho na cobertura do Gama.

Naquela oportunidade o Gama já estava sem o Bezerrão e mandava seus jogos no estádio Mané Garrincha. Wagner Marques montou um bom time para disputar aquele campeonato que na época era disputado por apenas oito equipes: Gama, Brasiliense, Ceilândia, Brazlândia, Legião, Dom Pedro e Unaí/Itapuã e Esportivo Guará.

Os jogadores eram rodados e muitos já carregavam a camisa do Gama a algum tempo. No gol Rafael Córdova (Vitória-BA) e Donizeti (Ceilândia); Na zaga tínhamos o eterno xerifão Gérson além de João Vitor, Ozéia (que viria a jogar em Portugal logo em seguida) e Júnior Lopes. Completavam a escalação nomes de peso como Tiago Bezerra, Maia, Ésley…E os não tão badalados atacantes Dendel e André Borges. No banco de reservas estava o experiente técnico Ademir Fonseca.

Apesar de ter montado um time no papel competitivo, o Gama começou o campeonato muito mal. Empatou com Brazlândia (2×2), Ceilândia (2×2), Dom Pedro (1×1) e Esportivo Guará (0x0). Para completar perdeu o clássico contra o Brasiliense em casa (0x1). A primeira vitória viria somente na sexta rodada sobre o Legião (3×1).

Depois de um primeiro turno horroroso, o Gama foi buscar a reação no segundo turno. Embalou três vitórias seguidas sobre Legião (3×1), Unaí (2×1) e Brazlândia (2×1). Mas voltou a perder para Ceilândia (3×2) e para o surpreendente Dom Pedro (1×0). A reação viria tardiamente com uma goleada por 4×0 sobre o Esportivo Guará e uma boa vitória fora de casa contra o Brasiliense (2×0 com direito a “Créu” da torcida nas arquibancadas do Serejão).

Mas a reação parou por aí. O Gama voltou a perder (3×1 para o Legião) e acabou comprometendo o futuro do time no Candangão. Nem mesmo a vitória dobre o Unaí na última rodada que selou o rebaixamento do time mineiro serviu para o Periquito. O campeão acabou sendo o Brasiliense e o Gama voltou suas atenções para a disputa da série B que viria em seguida.

Comentários

comentarios