Caso Ítalo – Gama é derrotado na justiça trabalhista

Ítalo deixou o Gama para ir ao Guarani e agora é destaque no Paraná Clube | Foto: Antonio More

As coisas não estão boas para o Gama no que se refere ao atacante Ítalo. A revelação Gamense deixou o clube em uma manobra feita por um diretor de confiança do ex-Presidente Tonhão. Clecius tinha status de vice-presidente de relações internacionais e acompanhou o Gama em vários jogos fora do DF, da Copa do Brasil e Copa Verde e também foi um dos organizadores dos amistosos internacionais. Após a eliminação do Gama para o Santos, Clecius levou Ítalo para o Guarani e a questão foi parar na justiça trabalhista.

Na decisão publicada na última sexta-feira à noite (24/02), a juíza titular da Vara de Justiça Trabalhista do Gama, Tamara Gil Kemp, decidiu que o autor (Ítalo) tem sim direito de assinar contrato com o clube que quiser pelo fato de o Gama só ter depositado INSS e FGTS após o início do processo judicial, passando-se sete meses em situação irregular. 

A legislação trabalhista prevê que após três meses de falta de depósito do salário ou do FGTS pode haver rescisão do contrato caso o trabalhador assim queira. Além de pagar as custas do processo, no valor de R$300,00, o Gama ainda deve ao jogador uma quantia de R$ 12.186,66, referente a salários de 1º de setembro de 2016 a dezembro de 2017 (final do contrato do jogador com o Gama), além de recolher todo o FGTS do período. 

Valor do processo
O total do prejuízo ao Periquito ainda não chegou ao final. Apesar de o processo ter valor aproximado de 15 mil reais, após a decisão a causa irá à contadoria do Tribunal para especificação dos valores corretos a serem pagos ao autor. 

Recurso
A decisão da justiça trabalhista ainda cabe recurso. O BloGama tentou entrar em contato com Arggeu Breda, conselheiro do clube que é advogado e representa o Gama nesta ação, mas não houve sucesso. O espaço do portal segue aberto para devidas explicações e declarações oficiais do Gama.

 

Clique aqui e faça download da sentença.

Comentários

comentarios