Com apoio dos grandes, Erivaldo Alves é destituído da FFDF

O Vice Presidente Daniel Vasconcelos assume a presidência interina. Nova eleição somente em 2019.

A Federação de Futebol do Distrito Federal tem um novo presidente. Pelo menos na teoria. Após assembléia realizada na sede da entidade, quatorze dirigentes votaram pela saída do atual gestor Erivaldo Alves do comando da Federação. Quem assume interinamente é o Vice-Presidente Daniel Vasconcelos. A razão seria a destinação dos recursos de um empréstimo no valor de R$ 300 mil que não foram declarados no balanço financeiro. 

Votaram pela saída do atual gestor Manoel Santos (Ceilandense que inclusive presidiu a sessão), Neimar Frota (Samambaia), Weber Magalhães (Gama), Eduardo Ramos (Brasiliense), Ari de Almeida (Ceilândia), Elias (Botafogo-DF), Edmilson Marçal (Taguatinga), Ademilton Pavão (Capital), Fábio Simão (Guará), Gerson Carvalho (Planaltina-GO), Túlio Lustosa (Sobradinho), Eduardo Carlos (CFZ), Rivo Matias (Paranoá) e  (Legião). Representando o Real F.C. na ausência de Luis Felipe Belmonte, Roberto Marques votou em branco.

Faltaram à assembléia os representantes dos três clubes do entorno (Luziânia, Paracatu e Formosa), além de Santa Maria, Bolamense, Planaltina-DF, Brasília, ARUC, Cruzeiro e Brazlândia. Falando ao BLOGAMA, Erivaldo Alves afirmou que irá buscar seus direitos na Justiça e provará sua inocência: “Sou inocente e jamais renunciaria. Já estou recorrendo à Justiça e não descanso enquanto não provar a minha inocência”. As próximas eleições para a entidade estão previamente marcadas para 2019.

Comentários

comentarios