Crucificado, Erivaldo Alves renuncia à Presidência da Federação

Erivaldo decidiu evitar uma batalha jurídica e renunciou ao mandato

Mais um Presidente de Federação eleito pelos clubes acaba deixando de cumprir o seu mandato integralmente. Depois de acusações por irregularidades na gestão da entidade, Erivaldo Alves acabou renunciando à Presidência da Federação de Futebol do DF no final da última sexta-feira.

Dirigente com raízes da cidade de Santa Maria, Erivaldo Alves foi vice-presidente da gestão de Jozafá Dantas e acabou cumprindo mandato tampão depois do mesmo ser afastado por uma assembléia de clubes. Após seu mandato, Erivaldo se candidatou à presidência e foi eleito para mais quatro anos à frente da entidade.

Erivaldo foi acusado de não ter publicado nos balancetes financeiros da Federação um empréstimo de R$ 300 mil junto à CBF. O recurso teria sido feito para ajudar o Ceilândia em 2016. O Gato fazia grande campanha na série D na ocasião e passava por momento financeiro delicado. No entanto Ari Almeida, presidente do Ceilândia não negou nem confirmou o recebimento total da verba.

O carro chefe da “revolta” dos clubes partiu de Neimar Frota, ex-Diretor de Futebol da própria Federação. Neimar deixou o cargo pouco tempo depois de assumir o Samambaia, clube que estava inativo na última temporada e que conquistou o acesso para a primeira divisão neste ano (foi vice-campeão). Após convocar uma Assembléia na sede da Federação, quinze clubes incluindo Gama e Brasiliense optaram por destituir Erivaldo do cargo.

Duas coisas chamam a atenção no processo. Erivaldo nunca teve seu nome ligado à escândalos políticos, tendo sido eleito por ampla maioria para a Federação em 2016. Outro fato estranho é que as contas do exercício do ano passado e que estão sendo questionado foram aprovados pelos clubes. E para conseguir o número necessário de votos, Neimar contou o apoio de dirigentes com má fama no futebol como Fábio Simão (ex-presidente da Federação e atual dirigente do C.R. Guará) e Manoel Santos (Ceilandense).

O agora ex-presidente conseguiu na justiça uma liminar para retornar ao cargo. Porém após ser aconselhado por parentes e amigos, Erivaldo decidiu renunciar. Quem assume a Federação agora é o vice-presidente Daniel Vasconcelos ex-Luziânia. 

Acompanhe abaixo o termo de renúncia apresentado por Erivaldo:

Termo de Renúncia

Comentários

comentarios