Ex dirigente do Ceilandense assumirá o Samambaia

Marcelo Cruz é um grande apoiador do futebol candango que enveredou o caminho da política

O Samambaia acertou na tarde desta segunda feira o seu retorno ao Campeonato Candango depois de duas temporadas. Em 2014 o time que era uma espécie de “sucursal” do Brasiliense conquistou o título candango da segunda divisão, mas optou por não disputar a primeira divisão graças a motivos até hoje não divulgados.

Com o estádio Rorizão entregue a obras de recuperação do gramado combinado com a possibilidade da criação de outro time (Samambaiense que logo viremos a explicar), o atual Diretor de Infra Estrutura Neimar Frota falou ao BLOGAMA que é o atual presidente do time do Samambaia. Mas que, graças ao seu cargo na Federação o bastão será passado para Marcelo Cruz, conhecido na comunidade como Marcelo da Adega.

Comerciante da cidade de Ceilândia, Marcelo Cruz foi presidente do Ceilandense em 2008 quando fez uma parceria com o Gama na época de quando Flávio Raupp era Diretor de Futebol do alviverde. Jogando com o time B chamado de “Aspirantes” mais alguns reforços, o Ceilandense conquistou o acesso e o título da segundinha vencendo o poderoso Botafogo-DF. Ambos subiram para a primeira divisão naquele ano.

Marcelo Cruz seguiu como presidente do Ceilandense (que depois mudou de nome para Atlético Ceilandense) até 2014 quando o repassou para Manoel Santos que permanece no poder até hoje. Depois de se aventurar no rubro negro suburbano, Marcelo seguiu o caminho da política: se candidatou a Deputado Distrital mas não conseguiu se eleger. Depois se aliou ao vice-governador Renato Santana onde fez parte de seu quadro de funcionários no GDF.

SEGUNDA DIVISÃO

Foi definida a composição e fórmula de disputa dos clubes que jogarão a Segunda Divisão de 2017. Polêmicas à parte sobre a questão da data de início do torneio (o oficial seria 13 de maio mas por pressão dos clubes foi adiado para 3 de Junho), a Segundinha será disputada por 12 clubes, isso se ninguém desistir até lá. Botafogo-DF, Capital e Guará ainda necessitam de documentos para conseguirem jogar.

Caso tudo dê certo, os doze times serão divididos em dois grupos de seis onde cada time de um grupo enfrenta o de outro em turno único. Os dois melhores de cada grupo se classificam para as semifinais. Os quatro times restantes se enfrentam em cruzamento olímpico (o primeiro de um grupo enfrenta o segundo de outro) em jogos de ida e volta. Os dois times classificados sobem para a primeira divisão e disputam o título em jogo único sem vantagem ou mando de campo.

Veja abaixo os grupos com os clubes que disputarão a segunda divisão de 2017:

GRUPO A GRUPO B Primeira Rodada (03/06)
Bolamense CFZ Bolamense x CFZ
Planaltina-GO Planaltina Capital x Brazlândia
Samambaia Botafogo Samambaia x Botafogo
Ceilandense Cruzeiro Ceilandense x Cruzeiro
Capital Brazlândia Guará x Legião
Guará Legião Planaltina-GO x Planaltina-DF

 

E O SAMAMBAIENSE?

Oficialmente o Samambaiense não existe…ainda. O Samambaiense na verdade é o Planaltina de Goiás que foi rebaixado no ano passado.

Explica-se: Uma das grandes reclamações de Gerson Carvalho (presidente do Planaltina) foi quanto à questão de mando de campo. Com a eventual reforma do Rorizão, o dirigente “cresceu o olho” na possibilidade de montar um time identificado com a cidade, órfã de clube desde a licença do Samambaia. Contou ainda com o incentivo do atual Secretário de Esportes de Águas Lindas Hamilton Tatu. Tatu que foi líder da extinta torcida organizada Inferno Verde do Gama e suplente do Deputado Distrital Paulo Roriz cuja base de apoio está em Samambaia.

Com a falta de apoio da cidade de Planaltina de Goiás, a idéia de Gerson foi a de unir o melhor dos mundos: usar o CNPJ do Planaltina,  jogadores de Águas Lindas e o estádio de Samambaia. Surgiria então o Samambaiense.

Só que a Federação não está disposta a comprar a idéia no momento. Para mudar de nome o Planaltina teria que passar por uma série de procedimentos burocráticos (algo parecido do que foi feito com o Dom Pedro que virou Real). O tempo dirá se Gérson conseguirá tal feito…

Comentários

comentarios