Executiva marca evento para adesão ao sócio torcedor

Jogado às baratas pela diretoria anterior, o programa de fidelização do Gama que já teve mais de seiscentos integrantes hoje conta com pouco mais de 10% de fiéis. Os motivos apontados pela debandada de sócios são muitos: poucas vantagens, falta de um calendário para o ano todo, promessas não cumpridas…mas principalmente pela falta de confiança da torcida em seus gestores.

 

Implementado em 2015 pela empresa 10 Sports, o programa atendia um anseio da torcida que gostaria de ajudar o clube e ao mesmo obter vantagens. Entre as principais promessas que não foram cumpridas foi a catraca exclusiva para sócio (hoje o sócio precisa retirar o ingresso na Gama Store ou em uma única bilheteria no Bezerrão em dia de jogos), acesso ao Centro de Treinamento, sorteio de brindes, desconto em produtos da loja, participação em eventos e acesso ao programa Futebol Melhor, uma rede de vantagens criada pela AMBEV e outros parceiros que permite descontos em diversos estabelecimentos comerciais.

 

Um dos fatores que fez muitos sócios abdicarem do programa foi a falta de profissionalismo em alguns momentos do clube. Um deles foi a saída mal explicada do volante Tiago Gaúcho após a conquista do candangão de 2015. Ídolo da torcida, garoto-propaganda do próprio projeto, o jogador foi dispensado após uma briga com o então técnico Gilson Granzotto. Vários torcedores que colocaram seu suor de graça na ocasião se sentiram ofendidos e cancelaram seus títulos.

 

Outro fator que pesou contra a adesão de sócios foi (e continua sendo) o fato de que nem mesmo os próprios diretores do clube aderiram ao programa. Agraciados por vultosas cortesias, alguns apareciam ( e ainda aparecem) somente para assistir da Tribuna de Honra os jogos do Gama. Somente no jogo passado, mais de 300 cortesias foram distribuídas entre Diretores, Jogadores, Patrocinadores e Políticos.

 

A nova Diretoria do clube decidiu dar o exemplo e marcou para este sábado (11) às 17:00 um evento para que a Diretoria Executiva faça parte do programa de sócio-torcedor. Além de dar o exemplo, só a participação maciça destes sócios ajudaria a bancar algumas despesas do dia a dia do clube como Água, Luz, IPTU entre outros. Da atual diretoria apenas o ex-presidente Antônio Alves do Nascimento Neto (Tonhão) participa do programa.

 

A intenção do gesto simbólico é a de fazer que todos os membros da Diretoria (Conselho Deliberativo e Fiscal) sigam o exemplo a fim de inspirar a adesão de novos torcedores ao programa. E também (por que não) deixar de utilizar as cortesias que deram o que falar diante do balancete do jogo Gama x Atlético Taguatinga disponibilizado pela nova gestão.

 

Planos permanecem

Quem estiver interessado em assinar o projeto sócio torcedor, basta apenas comparecer na loja da Gama Store, preencher um formulário e pagar a primeira taxa de R$ 45,00 (15 da emissão do cartão e 30 da primeira mensalidade no caso do plano Verdão). O cartão é pré-pago e pode ser utilizado para compras também, dependendo do valor a ser depositado.

 

Quem está em dia com os pagamentos têm direito a entrada franca em todos os jogos cujo mando de campo seja do Gama. Hoje o torcedor precisa retirar o ingresso na loja ou em uma bilheteria exclusiva, mas a intenção da nova direção é a de permitir o ingresso diretamente no estádio bastando apenas a apresentação do cartão.

 

Quem tiver dúvidas à respeito do projeto sócio torcedor, basta acessar o site oficial no endereço www.segama.com.br/gamafidelidade

Comentários

comentarios