Formosa 0x2 Gama: Alívio após estreia desastrosa

Foto: Douglas Oliveira

Após a improvável derrota na estréia do Candangão 2018 diante da equipe do Bolamense, no Estádio Bezerrão, o alviverde voltou a campo na tarde deste domingo para enfrentar o Formosa no Estádio Diogão. A partida marcou a estréia do técnico Ricardo Antônio no comando alviverde.

Surpresa na escalação 

O torcedor gamense, que viajou em bom número para o interior goiano, foi surpreendido com a divulgação da escalação da equipe horas antes do seu início. O técnico Ricardo Antônio promoveu três alterações em relação a equipe que enfrentou o Bolamense. A primeira mudança ocorreu no gol. Victor Brasil deu lugar a Léo. Na zaga, Felipe Marcelino assumiu a vaga do capitão Lúcio, que está se recuperando de lesão. A maior surpresa ficou pela saída do volante Judvan, um dos líderes da equipe, para a entrada de Filipe Werley, mais conhecido como Pipoca. O jovem atleta não se intimidou e foi um dos mais elogiados pelos torcedores presentes no Estádio.

Gama começa a partida pressionando 
O alviverde entrou em campo com outra postura em relação a partida de estréia. Com uma maior posse de bola,  a equipe comandada por Ricardo Antônio envolvia o time goiano, que pouco conseguia manter a bola em seus domínios. A primeira oportunidade aconteceu no início do primeiro tempo. Tarta recebeu pela direita, avançou a área e chutou, forte, cruzado, tirando tinta da trave do goleiro Pedro. Aos 10′, David Denner recebeu na área e fuzilou as redes, mas o impedimento já havia sido marcado. O Gama continuava mantendo a posse de bola, mas sem muita criatividade. Aos 38′, Rafinha recebeu pela esquerda, invadiu a área e cruzou. A bola bateu na mão do zagueiro formosense e o árbitro Sávio Sampaio assinalou a penalidade. Robston cobrou rasteiro, no canto direito e abriu o placar.

Gama amplia no começo do segundo tempo 
O alviverde voltou para o segundo tempo mais ligado. Aos 2, após rápida cobrança de escanteio, Felipe Marcelino cabeceou e marcou o segundo, dando tranquilidade a equipe. Bem postado em campo, o Gama pouco era agredido pela equipe goiana. Aos 25, a maior oportunidade da equipe goiana. Araújo chutou forte, de frente, para bela defesa de Léo. A bola ainda resvalou no travessão. A jogada animou a equipe da casa, que em algumas oportunidades buscou diminuir o placar, mas sem sucesso. Final de jogo. Formosa 0 x 2 Gama.

Torcida Gamense não se cala
Além da vitória, o grande destaque da partida ficou para o torcedor alviverde. Debaixo de um sol escaldante, um grande número de torcedores compareceram a cidade goiana e cantaram durante os 90 minutos de partida. Ao término, a festa continuou embaixo da arquibancada, já que o torcedor gamense ficou “preso” no estádio por cerca de 20 minutos, até a saída da torcida da torcida da equipe mandante.

FICHA TÉCNICA

Formosa 0 x 2 Gama
Domingo, 28 de janeiro
Estádio Diogão – Formosa – GO
Gols: Robston e Felipe Marcelino (Gama)


FORMOSA

Pedro Ferreira; Daniel Costa, Bruno Silva, Bruno Everton e André Luiz; Nildo, Vecci (Albano), Pedro Augusto e Cardoso; Pedro Paulo (Araújo) e Marco Aurélio (Dudu). Técnico: Lucas de Oliveira

GAMA

Léo; Murilo (Marquinhos), Felipe Marcelino, Jacó e Rafinha; Filipe, Tarta, Robston e Fábio Gama (Almir Dias); Fernandinho (Gordo) e David Dener. Técnico: Ricardo Antônio

Comentários

comentarios