Gama é eliminado mais uma vez

Repetindo as desastrosas campanhas de 2016 e 2017, mesmo com a vantagem de poder empatar, o Gama não conseguiu eliminar o Luziânia. O alviverde perdeu por 1 a 0 jogando em casa com a torcida pulsando e empurrando o time durante os 90 minutos. 

Nada adiantou a agonia dos jogadores donos da casa no primeiro tempo. O Gama se mostrou incapaz de ofender a sólida linha defensiva do Luziânia e não conseguiu marcar um gol sequer na partida da última quarta-feira (21) à noite.

O prego no caixão verde e branco veio aos 28 minutos do segundo tempo. Em uma falha da defesa gamense, a bola sobrou para o atacante China, que, sozinho na diagonal, chutou cruzado para o gol e marcou o tento. Mesmo com 20 minutos restando para se recuperar do revés, o Gama não conseguiu levar perigo real à meta do arqueiro adversário.

Sem calendário
Mais uma vez o Gama perde a chance de conquistar uma vaga na Série D do ano seguinte. Apesar de ter uma estrutura invejável e uma torcida apaixonada, o clube alviverde ombreou-se a outros times do futebol brasiliense, que têm administração semi-profissional e não galgam qualquer sucesso a nível nacional.

Confusão
Assim que o árbitro soprou o apito final da partida, indignados com o revés, vários torcedores saíram correndo das arquibancadas sul/leste e invadiram a arquibancada oeste do estádio, que dá acesso aos vestiários. Muito barulho de spray, bombas e até tiros foram escutados do lado de fora do Bezerrão. Ainda não se sabe se ficou algum prejuízo material do ocorrido e nem se houve vítimas.

Nos despedimos aqui do futebol profissional do Gama em 2018, esperamos que muita coisa seja revista para o ano que vem. Seguiremos na caminhada por um Gama melhor, cobriremos os campeonatos de categoria de base e futebol feminino do Gamão do Povão.

Comentários

comentarios