Gama vai com vantagem maior para jogo decisivo; agradecimento do Editor

Emerson marcou de cabeça o segundo gol do Gama e garantiu a vitória ao alviverde | Foto: Bianca Farias (BloGama.Net)

O Gama venceu o Real no primeiro jogo da semifinal pelo Candangão 2019. Com gols de Mário Henrique e Emerson, o alviverde derrotou o rival por 2 a 1 e agora poderá perder por até um gol de diferença na partida de volta que garantirá vaga na final do campeonato.

Sem temer o adversário, o Gama foi para cima e pressionou os donos da casa desde o início do jogo. O primeiro gol aconteceu com 18 minutos de jogo. Mário Henrique cobrou falta cruzada, a bola atravessou toda a área adversária e morreu no canto direito do goleiro Léo.

O empate do Real veio no final do primeiro tempo, restando cinco minutos de bola rolando. Também em cobrança de falta, Andrei Alba calibrou bem o pé e acertou o ângulo direito da trave gamense. Real 1×1 Gama.

No segundo tempo, o Gama teve dois lances anulados. Aos quatro minutos, Nunes desviou de cabeça e Wisman completou para o gol mas o auxiliar já estava com a bandeira levantada pelo fato de Wisman estar a frente da linha de impedimento.

O gol salvador do Gama saiu da cabeça do zagueiro Emerson. Com 28 minutos da segunda etapa, Mário Henrique cruzou na medida para o capitão do alviverde cabecear para o fundo das redes. o goleiro Léo Rodrigues chegou a tocar na bola mas não foi o suficiente.

Vantagem
O próximo jogo entre Gama e Real será no próximo domingo (07), no estádio Bezerrão, às 17h. Por ter feito melhor campanha na primeira fase do campeonato, o Gama poderá perder por até um gol de diferença que estará garantido na final do Candangão 2019.

Baixas
Duas ausências foram notadas na partida de ontem. O atacante Vitor Xavier não foi nem relacionado para a partida, o atleta está com caxumba. Já o volante Tiago Gaúcho sentiu dores musculares no aquecimento para o jogo e acabou ficando fora do confronto.

Sérgio Egidio na partida entre Gama e Botafogo-SP pela Série D de 2015

Homenagem e agradecimento
Antes da partida foi realizado um minuto de silêncio em memória do torcedor Sérgio Egidio Pereira, que faleceu na última quarta-feira (24). Conhecido como “Serjão”, meu pai me ensinou a torcer, amar e acompanhar o Gama independente da situação. Torcedor do Gama desde a criação do clube (1975), tenho orgulho em dizer que meu pai trabalhava como vendedor de picolé e bolinhos caseiros, engraxate e ajudante de pedreiro na década de 70 para ajudar em casa e ter o luxo de assistir às partidas no estádio Bezerrão ao lado do irmão e amigos. 

Era orgulho do meu pai o fato de ele ser o funcionário da Caixa Econômica Federal que realizava os pagamentos dos jogadores do Gama pessoalmente no final da década de 90 e início dos anos 2000. Sempre listava o nome de todos os mais marcantes e dizia do prazer que tinha em participar de um momento como aquele.

Exigente e com um conhecimento excepcional em português, Sérgio Egidio sempre foi o editor maior do BloGama. Desde 2007, quando criei o site, após a publicação dos artigos meu pai sempre me chamava a atenção para algum descuido de digitação ou erros gramaticais nos textos postados no site. 

O minuto de silêncio realizado no jogo que aconteceu horas depois de seu velório me deixou orgulhoso e emocionado. Agradeço publicamente a atenção das diretorias do Gama e do Real FC pela homenagem, além dos atletas e dos torcedores presentes. Tenho certeza que meu pai, o Serjão, estaria muito feliz com toda a atenção dispensada a ele. 

Além disso, fica meu agradecimento à torcida organizada Ira Jovem Gama, que decretou luto por três dias em luto à sua partida. O Gama faz parte da minha vida desde que nasci, assistir à vitória do Gamão ao lado de tanta gente, mesmo enlutado, foi especial. Muito obrigado a todos pelas mensagens, ligações, abraços e apertos de mão.

Adeus, pai. Te amo!

Sérgio Vinícius Monteiro Pereira
Editor-chefe do BloGama

 

Comentários

comentarios