Gama vence o Ceilândia na base da raça

Com duas defesas milagrosas de Victor Brasil e o único gol da partida marcado por Fábio Gama, o alviverde segurou o resultado de um a zero até o final do jogo e saiu do Bezerrão com os três pontos ganhos em cima do Ceilândia, time com melhor aproveitamento do campeonato.

O primeiro tempo do jogo no Bezerrão não ofereceu grandes emoções, com exceção do lance de David Dener. Aos 11 minutos, o centroavante gamense recebeu a bola de Fábio Gama, girou fazendo o pivô e bateu pro gol, a bola foi no canto direito rasteiro do goleiro Wendell que conseguiu mandar para escanteio.

Se impondo dentro de casa, o Periquito pressionou totalmente o Ceilândia durante toda a primeira etapa. O time comandado por Adelson de Almeida se limitou a investir na forte marcação com os dez jogadores de linha no campo defensivo. 

A estrela de Victor Brasil brilhou logo no começo do segundo tempo. Com apenas seis minutos, o goleiro gamense defendeu uma cabeceada à queima-roupa. Após a bela defesa, o arqueiro foi aplaudido pela torcida. 

O tento gamense saiu de uma boa jogada entre Fábio Gama e Fernandinho. O veloz atacante gamense tocou a bola para Fábio Gama, que entrava na área. Fabinho dominou a bola levando-a para frente e, tranquilamente, chutou no contra-pé do goleiro Wendell, para a loucura da torcida. Gama 1×0 Ceilândia

Já com um jogador a menos e cansado, o Gama recuou e passou a ver o Ceilândia pressionar bastante em busca do gol de empate. Em uma série de bolas cruzadas na área, Victor Brasil apareceu mais uma vez para salvar o verdão. O goleiro gamense foi buscar a bola quase no chão, a pelota sobrou no meio da área e a defesa tirou como deu.

Sinistro!
Um fato surpreendeu a todos que estavam no Bezerrão na noite desta quarta-feira (28/02). Gama e Ceilândia tiveram que realizar todas as substituições antes dos 40 minutos do primeiro tempo. No lado alviverde saíram David Dener, Felipe Marcelino e Murilo, todos contundidos. Já no Gato Preto, deixaram o campo, Wallace, Allan Delon e Alcione.

Para completar a noite macabra, na segunda etapa, o lateral direito reserva do Gama dividiu uma bola e sofreu uma forte pancada, caindo desacordado em campo com os braços rígidos. Marcos Douglas passou mais de cinco minutos se recuperando, pediu para voltar e com pouco tempo em campo desabou novamente. O lateral gamense foi atendido pela ambulância presente no Bezerrão até o final do jogo. 

Apesar do susto, Marcos Douglas foi avaliado por uma equipe médica e está bem.

Pedreira pela frente
Para manter a liderança do Candangão 2018 o Gama terá um grande desafio já neste sábado (03/03). Irá ao Serra do Lago enfrentar o Luziânia, que está em recuperação. O Periquito tem de vencer o jogo e ainda torcer para que Brasiliense e Ceilândia não tenham sucesso em seus jogos, contra Sobradinho e Paracatu, respectivamente. Ambas as equipes têm menos partidas jogadas que o Gama. O time amarelo possui um jogo a menos e o alvinegro tem dois jogos a menos que o Gama. 

 


 

Ficha Técnica

Gama 1×0 Ceilândia
Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018
Estádio Bezerrão, 20h

Gama
Victor Brasil; Murilo (Marcos Douglas); Lúcio, Felipe Marcelino (Jacó); Rafinha; Filipe Werley, Tarta, Robston; Fábio Gama; Fernandinho e David Dener (Betinho)
Técnico: Ricardo Antônio

Ceilândia
Wendell; Dudu Lopes; Cocada, Cauê; Kabrine; Didão, Emerson Martins, Alcione (Allan Delon) (Kasado); Gago; Wallace e Vavá (Formiga)
Técnico: Adelson Almeida

Cartões amarelos: Fábio Gama (GAM) e Kabrine (CEI)
Cartão vermelho: Bismark (GAM)
Público e Renda: 1.742 pagantes / R$ 19.790,00

Comentários

comentarios