Gama x Brasiliense – Quem vai se dar bem no clássico?

Em campo estarão os dois melhores elencos do Campeonato e dezenove títulos candangos

Chegou o tão esperado dia do clássico candango entre Gama x Brasiliense. Um jogo em que as dois principais times do DF medem forças e duelam pela supremacia do futebol candango. De um lado estará o Gama com onze títulos candangos e jogadores tarimbados e identificados com a torcida como o atacante Roberto Pitio, o zagueiro Pedrão, o volante Baiano e o lateral direito Dudu Gago. Do outro o Jacaré Brasiliense outrora senhor de Brasília que busca retomar sua luta pela supremacia contando com reforços “estrelados” do nível dos meias Souza e Guaru e dos atacante Reinaldo e Nunes.

Nas arquibancadas também estarão as duas maiores torcidas do DF. A torcida do Gama sem dúvida esteve e sempre estará em maior número ainda mais neste jogo onde o Bezerrão vai tremer. A torcida alviverde se mobilizou como há muito tempo não se via e a promessa é de casa cheia e um grande espetáculo de rivalidade e futebol.

Cadê o treinador que estava aqui?

O Brasiliense lidera o candangão com 20 pontos, quatro a mais que o seu arquirrival Gama. Porém nem isto significa tranquilidade pelos lados do clube amarelo. O que não faltaram foram emoções tanto dentro quanto fora de campo.

A primeira bomba do time foi quando o Jacaré entrou em campo para enfrentar o Paracatu. Restando poucos minutos para o início do jogo, a Polícia Federal foi ao estádio Abadião para prender o meia Souza ex-Sao Paulo por suposto crime fiscal. O jogador foi em cana mas conseguiu um habeas corpus poucos dias depois.

E na semana passada, a direção do time demitiu o invicto técnico Luiz Carlos Carioca. O motivo teria sido uma troca de tapas entre o treinador e o atacante Nunes durante os treinos. Ao invés de contratar um novo treinador, a Diretoria do time amarelo decidiu efetivar o auxiliar técnico Rafael Toledo e investir na contratação do veterano meia Guaru ex-Botafogo/SP e Rio Claro/SP.

Vence, mas não convence

Assim como seu arquirrival, o Gama segue invicto no Campeonato Candango com 16 pontos. O time do técnico Reinaldo Gueldini tem feito os resultados que precisa para se manter entre os líderes, mas o futebol ainda não encheu os olhos da torcida.

O “eleito” pelo mau futebol foi o lateral esquerdo Kaká. Pressionado pela torcida, Gueldini efetivou o veloz Felipe Assis no setor, mas nem isso tem feito o time mostrar bom futebol. E as escolhas do treinador são ininteligíveis até para os mais enfáticos treinadores. Mesmo com um elenco de 37 atletas, Gueldini escolheu improvisar o volante Everton na lateral direita (Dudu Gago estava suspenso). A opção imediata seria Marcos Baiano.

E o que dizer de suas substituições? O veterano treinador têm abusado do “seis por meia dúzia”. A incapacidade de alterar o esquema tático ofensivo ou defensivo foi abolida por Gueldini que insiste no esquema de três volantes mesmo contra times ofensivamente fracos como Paranoá ou Luziânia. O resultado é que dentro de campo o time é burocrático e depende de lances individuais para buscar os resultados.

Gama e Brasiliense se enfrentam neste domingo às 16:00 no estádio Bezerrão. Antes do jogo haverá a preliminar entre Gama Feminino x São Sebastião válido pela primeira rodada do Candangão feminino 2017.

SERVIÇO

GAMA X BRASILIENSE

Estádio Bezerrão dia 12/03/2017 às 16h

Ingressos: R$ 10,00 (Arquibancadas Leste e Sul), R$ 20,00 (Arquibancada Oeste) e R$ 30,00 (Cadeira VIP)

Arbitragem: Almir Camargo (J), Daniel Henrique (A1) e Lucas Modesto (A2);

 

GAMA: Maringá; Dudu Gago, Pedrão, Bronzatti e Felipe Assis; Eduardo, Baiano, Everton, e Michel Pires; Alvinho e Roberto Pitio

Técnico: Reinaldo Gueldini

 

BRASILIENSE: Pereira; Patrick, Welton Felipe, Preto Costa e Mário Henrique; Lucas Zen, Aldo, Souza e Luquinhas; Reinaldo e Nunes (Malaquias)

Técnico: Rafael Toledo

Comentários

comentarios