Mais fechado do que nunca

Se há um lado positivo nesta confusão toda envolvendo Gama e Brasiliense foi o relacionamento entre os jogadores. Após a suspensão de seis titulares, era compreensível que o time caísse de rendimento. Porém não foi o que ocorreu no jogo passado diante do Paracatu. O técnico Reinaldo Gueldini escalou o time com os reservas que tinha à disposição e o Gama venceu pela primeira vez em sua história o time mineiro (e em seu estádio).

Jogadores que não tinham oportunidade mostraram seu valor dentro de campo e jogaram bem aumentando a confiança no grupo que foi montado para esta temporada. Atletas como o goleiro Jorge Miguel, o lateral direito Marcos Baiano e o atacante Lucas Victor saíram do banco de reservas assumindo a condição de titulares sem deixar o nível cair. E é com base nesta confiança que o Gama encara o Sobradinho na noite desta quarta-feira no estádio Mané Garrincha.

O técnico Gueldini deverá manter o mesmo grupo que venceu o Paracatu na rodada passada exceto o zagueiro Pedrão que tomou o terceiro amarelo e está suspenso. Havia a expectativa pela estréia do novato atacante Bruno Gaúcho, mas seu contrato ainda não foi regularizado pelo BID.

Já o Sobradinho comandado pelo técnico Augusto César vem preparado para enfrentar o Gama com o que tem de melhor. Fora do grupo dos oito melhores, a expectativa do Leão é vencer o Gama e voltar a subir na tabela de classificação.

Sobradinho e Gama se enfrentam nesta quarta-feira (22) às 20:00 no estádio Mané Garrincha. Os ingressos serão vendidos ao preço único de R$ 15,00 (Meia entrada).

SERVIÇO

SOBRADINHO X GAMA

Estádio Mané Garrincha dia 22/03/2017 às 20h

Ingressos: R$ 15,00

Arbitragem: Wales Martins (J), Kleber Alves (A1) e Milton Alves (A2);

 

SOBRADINHO: Leonardo; Andrezinho, Léo Torres, Alex e Gago; Kaio, Ranyelle, Lucas e Wilker; Betinho e Kelvin.

Técnico: Augusto César

 

GAMA: Jorge Miguel; Marcos Baiano, Michel (Lúcio), Bronzatti e Felipe Assis; Glaybson, Everton, Baiano e Michel Pires; Alvinho e Lucas Victor

Técnico: Reinaldo Gueldini

Comentários

comentarios