Mais que um torcedor

Novo gestor de saúde, Rodolfo Prado 

O Gama nem de longe lembra aquela equipe campeã que encantou o Brasil no final da década de 90. Sob más administrações nos últimos tempos, o time que passou 4 temporadas na série A do Brasileiro e figura constante nas principais competições nacionais encolheu. Hoje o alviverde candango dono da maior torcida do DF e recordista de títulos candangos hoje é apenas figurante no cenário local.

Mas dentre tantas coisas desanimadoras, de vez em quando a Diretoria do Periquito acerta uma. E entre os acertos está a inclusão de torcedores identificados com o time na administração do clube. Primeiro foi a chegada de Wendel Lopes na Diretoria Jurídica. Logo em seguida veio a efetivação de Rodolfo Prado como Gestor de Saúde do Gama.

Funcionário Público e apaixonado pela equipe, Rodolfo se sensibilizou com a deficiência encontrada na temporada deste ano onde os atletas não tinham assistência médica adequada e sequer suplementos alimentares. Com uma rede de amigos, Rodolfo contou com a confiança da Diretoria para buscar parceiros dispostos a doar seus serviços em troca de publicidade.

O primeiro alvo foi por meio de uma parceria com a Pump Suplementos com sede localizada na Asa Norte (a empresa distribui de forma gratuita uma determinada quantidade de suplementos alimentares para todas as categorias do time). Depois fechou com a Qualifisio para prestar serviços de recuperação física para atletas e convênio com três nutricionistas esportivos. Um ortopedista com doutorado para ficar à disposição do clube. A última conquista foi o Laboratório Sabin que providenciará os exames dos atletas que serão utilizados na próxima temporada.

Ao lado do Dr. Thales Caetano, Diretor Técnico do CHB

Mas a busca não termina por aí. Na semana passada Rodolfo foi em busca de um novo parceiro para ajudar o clube. Trata-se da Centro Hiperbárico de Brasília, uma das duas únicas clínicas especializadas em recuperação muscular utilizando Câmara Hiperbárica que reduz o tempo de recuperação de lesões em até 30%: “A intenção é fornecer ao funcionário do Gama ou atleta a aceleração na recuperação da lesão muscular. A gente está em fase inicial de negociação e esperamos que até o início de dezembro a gente já esteja com o contrato de parceria pronto e assinado”.

O objetivo proposto pelas parcerias é de que não faltem pernas aos jogadores em 2018: “A gente tem trabalhado para que este seja o diferencial mesmo. O presidente Weber Magalhães nos colocou e a área da saúde e os jogadores precisam estar bem fisicamente para eles dêem a resposta em campo e consiga atingir nossos objetivos em 2018”.

Na câmara pressurizada, pacientes ficam por até duas horas diárias para acelerar a recuperação

E por que um torcedor se disporia a fazer tal papel? A resposta foi clara: ver o time voltar a conquistar títulos “Estou procurando fazer e melhorar no que é a minha área de conhecimento que é a saúde. E dentro disso dar resultado em campo e a torcida venha a ter aquela alegria que tivemos em 2015”. Se vai dar certo ou não o tempo dirá, mas a intenção já terá valido a pena. 

Comentários

comentarios