Pena aos jogadores aumenta e Gama entra com pedido de efeito suspensivo

Desta vez, poucos membros da imprensa compareceram ao tribunal, os lugares foram ocupados por membros do TJDDF | Foto: Sérgio Vinícius (BloGama.Net)

Na noite da última terça-feira (11), os jogadores do alviverde e do clube amarelo levaram a pior no julgamento do recurso da confusão do clássico entre Gama e Brasiliense no mês passado, com exceção de Nunes. Todos os atletas tiveram a pena aumentada de três pra quatro jogos, Nunes teve a pena pela cotovelada absolvida e pagará apenas pela briga em campo. O atacante gamense Raone, por ser reincidente, levou a pior, cumprirá cinco jogos afastado dos gramados.

A votação do pleito foi apertada, três auditores que compõem o pleno não compareceram ao Tribunal de Justiça Desportiva do DF e apenas seis dos nove juízes estiveram presentes.

O Gama teve a pena de multa pela falta de cuidados com a segurança do jogo diminuída. Em votação empatada por três a três, o valor caiu de R$33 mil para R$15 mil. A quantidade de perda de mando de campo (de 5 jogos para 3) passou perto de ter redução, acabou em 4 a 2. A legislação prevê que em caso de empate, a pena mais branda deve ser aplicada.

Quem se deu bem no caso foi o Brasiliense. Os auditores entenderam que o clube amarelo não teve culpa pela invasão de sua torcida organizada na briga dentro do campo e retiraram a multa de R$11 mil. 

Efeito suspensivo
Na manhã desta quarta-feira, poucas horas depois do julgamento, assim que saiu a ata, o advogado do Gama no caso, Wendel Lopes, foi rápido e juntamente com uma advogada designada pelo clube no Rio de Janeiro, protocolaram o recurso na Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) e enviaram o recurso e um pedido de efeito suspensivo ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio. O efeito suspensivo requer que os jogadores gamenses, que já cumpriram 3 dos 4 jogos, possam atuar até que o caso seja votado na entidade máxima da justiça desportiva. Ou seja, Dudu Gago, Eduardo, Raone, Paulinho Fernandes, Roberto Pitio e Maringá poderiam atuar domingo no segundo jogo das quartas de final contra o Paracatu.

O pedido gamense foi recebido no STJD na tarde da quarta-feira (12/04) e a resposta deverá sair ainda hoje (13/04). 

 

Como ficaram as punições após o julgamento dos recursos:

Gama:
– Multa diminuída de R$33 mil para R$15 mil;
– Mantidos cinco jogos de perda de mando de campo;
– A suspensão dos atletas Dudu Gago, Eduardo, Paulinho Fernandes, Roberto Pitio e Maringá passou de três para quatro jogos.
– Raone, por ser reincidente (foi expulso na Copa Verde por confusão), cumprirá cinco jogos.

Brasiliense:
– Absolvição da pena de multa de R$11 mil pela invasão dos torcedores ao campo;
– O tribunal entendeu que Nunes não deu cotovelada em Dudu Gago, ele foi absolvido dos três jogos de suspensão para o fato;
– Todos os jogadores, incluindo Nunes, também devem cumprir quatro jogos longe dos gramados.

 

Comentários

comentarios