Tarta faz três e comanda o Gama à vitória

Tarta marcou três gols e ajudou o Gama a alcançar a primeira colocação na tabela de classificação | Foto: Sérgio Vinícius (BloGama.Net)

Em uma tarde de inspiração do volante Tarta, o Gama virou o jogo para cima do Paracatu e se firmou como candidato à classificação no G4 do Campeonato Candango 2018. O alviverde, pela terceira vez seguida, demonstrou seu poder de reação e venceu os donos da casa por 4 a 2 após sair perdendo. 

Como nas partidas contra Santa Maria e Sobradinho, o Gama começou o jogo errando muitos passes e deixando que o adversário crescesse antes de conseguir oferecer qualquer perigo. 

Os donos da casa começaram bem o jogo. Com somente dez minutos de bola rolando, Davi partiu em contra-ataque e foi derrubado por Felipe Marcelino no mano a mano antes que entrasse na área. O meia Zé Wilson cobrou falta no meio da barreira alviverde, que deixou a bola passar e morrer no canto direito do goleiro Victor Brasil. Paracatu 1×0 Gama

A equipe gamense continuou sem ritmo de jogo, deixando os donos da casa à vontade para trocar passes e segurar a posse de bola. Foi com mais de 20 minutos de jogo que o Gama passou a acertar o pé e colocar os jogadores paracatuenses para correr.

Aos 30 minutos, em troca de passes na área, Fernandinho tocou para David Dener, o centroavante gamense fez o corta-luz e a bola sobrou para Robston, que, calmo, bateu de chapa no canto esquerdo do goleiro Vinícius, sem chances de defesa. Paracatu 1×1 Gama

A pressão dos visitantes foi forte e o Paracatu mal conseguia tocar a bola sem correr riscos de perder a posse. 

Segundo tempo fulminante
Na segunda etapa o Gama demonstrou que não estava para brincadeira. Fernandinho, aos nove minutos, driblou três adversários e tocou para Tarta. O volante cortou um marcador, olhou para o gol e chutou de canhota, um golaço! Paracatu 1×2 Gama

Apesar de ter feito o gol da virada, dez minutos depois Tarta deu mole e perdeu a bola próximo à área, o meia Zé Wilson chutou da entrada da área e marcou o gol de empate para o delírio da torcida do tricolor mineiro. 

Para não deixar feio, Tarta não esperou cinco minutos e mais uma vez marcou seu nome no jogo. Ele recebeu a bola próximo à marca do pênalti e com categoria balançou as redes mais uma vez. Paracatu 2×3 Gama.

O fechamento do caixão aconteceu restando poucos minutos para o fim do jogo. Em troca de passes em linha, Tarta recebeu na entrada da área a bateu no cantinho. Foi o terceiro gol do marcador gamense e o quarto do Periquito jogando como visitante no interior mineiro. Fim de jogo! Paracatu 2, Gama 4

Só isso?
A torcida local fez bonito no sábado à tarde. Em justiça à boa campanha do Paracatu Futebol Clube, os torcedores e moradores da cidade do noroeste mineiro encheram as arquibancadas do acanhado estádio Frei Norberto. Animados, os torcedores tentaram empurrar o time da casa à vitória durante os 90 minutos. A diretoria do tricolor, ao contrário da torcida, mandou muito mal. Os cartolas paracatuenses anunciaram um público bem abaixo do que compareceu ao estádio. De forma clara, via-se que havia mais de três mil torcedores no jogo, já a diretoria do Paracatu anunciou o público de 700 pagantes. 

Liderança provisória
Com a vitória sobre o Paracatu, o Gama assumiu a liderança provisória do Candangão 2018, com 16 pontos ganhos. Já na quarta-feira (28/02), o alviverde receberá o Ceilândia, time com melhor aproveitamento no campeonato. O jogo será às 20h no estádio Bezerrão.

 


 

Ficha Técnica

Paracatu 2×4 Gama
Sábado, 24 de fevereiro de 2018
Estádio Frei Norberto, 16h

Paracatu
Vinícius; Victor Melo; Breno, Humberto; Marquinho (Flávio Mineiro); Alisson, Serginho, Daniel Vargas (Igor Pato); Zé Wilson; Davi e Gregory (Igor)
Técnico: Gauchinho

Gama
Victor Brasil; Murilo; Felipe Marcelino, Jacó; Rafinha; Pipoca, Robston, Tarta; Fábio Gama (Judvan); Fernandinho (Diego) e David Dener (Fábio Saci)
Técnico: Ricardo Antonio

Cartões amarelos: Felipe Marcelino (GAM) e Tarta (GAM)
Público e renda: 700 pagantes / R$6.300,00

Comentários

comentarios