Teimosia ou falta de técnica? Qual será o motivo das más atuações do Gama

Foto: Marcelo Gonçalo

O Gama perdeu os 100% de aproveitamento. Com 10 pontos, o alviverde divide a liderança do Candangão. Só que o maior problema não é nem de longe pontuação ou posição do clube – principalmente em um campeonato onde classificam 8 entre 12 – e sim o futebol apresentado que tem irritado a torcida.

Em Formosa, o Gama simplesmente não rendeu. Apático, os jogadores pareciam perdidos e o alviverde não criava chances, o primeiro e único chute certo ao gol saiu aos 44 minutos do segundo tempo, em batida cruzada do contestado Kaká. O problema é que não foi exclusividade da partida no interior goiano, mesmo com a sequência de vitórias no Bezerrão, não é de hoje que o futebol mostrado está abaixo do esperado.

O principal ponto a tocar nesse futebol mediano apresentado pelo Gama é justamente o lateral Kaká. Eu simplesmente não vejo explicação plausível para que o camisa 13 tenha sido titular em todas as partidas e sequer substituído. O maior agravante é que Felipe Assis quando entrou atuou bem como ponta esquerda improvisado, cobrindo a lateral de Kaká. Ainda existe vários outros motivos que, na minha opinião, seriam cruciais para a saída de Kaká, mas vou ficar só com esses por enquanto.

Vou falar então do esquema tático proposto. O 4-4-2 escalado por Gueldini se confunde com um 4-5-1, linha de três volantes, um meia-armador – nenhum que teve a oportunidade conseguiu ser regular – e dois atacantes que se compreende em um. Potita atua mais como uma meia-atacante pela lateral e Pítio jogando centralizado (prejudicando seu estilo de jogo, que até agora não foi efetivo). A linha de três volantes vem sendo uma das melhores armas de ataque: Baiano, Everton e até o ex-zagueiro Dudu José já criaram boas oportunidades em jogadas de armação.

Pergunto então: Será que Alvinho e Dinei não seriam uma solução? Quando ambos estiveram em campo deixaram uma boa impressão, Dinei conseguiu fluir ao lado de Pítio e Alvinho mostrou ser uma arma de criação pelas laterais do campo. Resta saber quando terão oportunidade novamente. Lembremos que ainda tem Paulinho Fernandes, mas infelizmente ainda sem condições de jogo.

Não entendo o motivo de um elenco tão inchado ter apenas três zagueiros (considerando que Dudu José é de fato um volante). Ninguém poderia prever a lesão do Pedrão, mas seria básico se precaver, faço esse questionamento pois a lista de bons zagueiros no Distrito Federal ou que já passaram pelo Gama é extensa, um deles, João Paulo, estava louco para voltar, mas foi desprezado.

Por fim, fica o meu questionamento: Qual o motivo da insistência na escalação de certos jogadores e por que outros que mostraram potencial tem tão poucas chances? Teimosia, falta de técnica? Veremos.

Comentários

comentarios