VERGONHOSO: Gama se classifica em campo, mas é eliminado pela Organização

Na tarde desta quinta-feira, 21, o time master da Sociedade Esportiva do Gama entrou em campo contra a forte equipe do Santos buscando a classificação para a segunda fase da Competição. O alviverde candango e o time praiano empataram em 0 x 0, resultado esse que garantiria ao Gama a classificação do Grupo C e ao River Plate-Uruguai a classificação no Grupo D. Mas essa realidade não se cumpriu. 

A equipe do Fluminense entrou com um pedido de anulação da partida entre GAMA x Fluminense alegando escalação irregular do atacante Cássius, que em entrevista, disse nunca ter vestido a camisa do Gama. Vale ressaltar que Alvaro Recoba nunca vestiu a camisa do River Plate, Ademar nunca vestiu a camisa do Corinthians entre outros atletas que nunca vestiram a camisa do time pela qual atuaram. 

O Gama foi convidado a participar da competição menos de 24h antes de seu inicio. Paulinho Araújo e toda a diretoria do clube se mobilizaram na montagem do elenco e dentro de campo, os resultados vieram. Em nenhum momento foi apresentado ao clube o Regulamento Oficial da Competição. Em nenhum momento foi passado pela organização que apenas atletas oriundos do clube poderiam participar da competição. Este regulamento, até o presente momento, não foi divulgado em nenhum meio de comunicação. No site oficial da competição (https://torneiosenior.com/) e na pagina oficial do Instagram (https://www.instagram.com/copainterlegends/), não consta o regulamento.

Ressaltamos, ainda, que para a lisura de qualquer competição, seja ela oficial, organizada por entidades máximas do futebol ou torneios amadores, o regulamento deve ser exposto aos clubes participantes e todos aqueles que tenham interesse em conhece-lo de forma clara e objetiva antes do inicio da competição, sendo essa, uma garantia dos clubes, que nenhuma alteração no mesmo seria efetuada com o andamento da competição. 

O Gama foi montado as pressas, com 99,9% do elenco com atletas que atuaram pelo clube. Apenas Cássius, que atuou em praticamente todas as equipes do DF, não havia jogado pelo alviverde. Foi solicitado pela organização que o mesmo ficasse fora da partida contra o Santos e assim foi feito pela diretoria do Gama. 

O Gama não pode ser punido pela desorganização dos organizadores do evento. A diretoria do Gama se desdobrou para trazer os atletas e dentro de campo, garantir o resultado e a classificação a segunda fase da competição. Essa decisão mancha a competição, que até então vinha sendo disputada de maneira correta e séria. 

A torcida e diretoria da Sociedade Esportiva do Gama pedem providências a Organização do evento, que publicou um “Edital de Comuniçâo” na qual consta a punição do GAMA sem contar embasamento jurídico, em regulamento, que garanta a perda dos três pontos e os transfira para a equipes do Fluminense. Vale ressaltar que várias agremiações atuaram da mesma maneira, conforme documento enviado pela Sociedade Esportiva do Gama a organização, sendo estas, ignoradas, e informadas que as equipes estrangeiras tem livre arbítrio para escolher seus atletas, tendo eles atuado ou não agremiação. Que regulamento é esse, que obriga os clubes nacionais a se organizarem com atletas oriundos dos clubes e permite a outras equipes que montem seleções de seus países?  Onde está esse regulamento que até o presente momento não foi divulgado ? 

Segue, nos links abaixo, o ofício enviado pelo departamento jurídico da Sociedade Esportiva do Gama, onde consta informações sobre outros atletas de outras agremiações que disputaram a competição sem ter jogado pelo clube, seguido do regulamento da competição. Em anexo, também, a resposta da Comissão Organizadora da Copa Internacional de Futebol Legends. Vale ressaltar que na resposta enviada pela organização, não consta o artigo do regulamento na qual o Gama tenha infringido o regulamento. 

 

Ofício Copa Internacional de Futebol Legends

COMUNICADO OFICIAL da Organização da Copa internacional de Futebol Legends

 

 

Comentários

comentarios