Weber marca apresentação do Gama para 15 de Novembro

Weber posa ao lado do pentacampeão Lúcio, mas tudo não passou de uma aproximação.

Em meio ao mar de incertezas que rondam o Gama para 2018, o Presidente do Periquito Weber Magalhães representou o time no arbitral desta segunda feira (4) que definiu fórmula e data de início do Candangão 2018. Acompanharam o presidente  Paulinho Araújo (Gerente de Futebol), Arilson Machado (Vice-Presidente Financeiro), Wendel Lopes (Diretor Jurídico), Vilson de Sá (“Virtual” Diretor de Futebol), Erick Moura e Antônio Caputo (Ainda sem função definida).

Depois de “flertar” com o pentacampeão Lúcio (foto acima), nada mais foi divulgado do maior campeão do DF (A última postagem oficial do clube foi no dia 13 de agosto em uma alusão ao Dia dos Pais). E as previsões são ruins tendo em vista que o time perdeu boa parte do elenco para outros clubes e ainda deve salários da campanha deste ano.

O silêncio foi quebrado na manhã desta segunda. Em entrevista ao repórter Jânio Gomes, Magalhães afirmou que o clube não está parado: “Dia 20 de Janeiro começa o campeonato, as equipes estão se movimentando e o Gama não está parado. Estamos tentando colocar as finanças em dia, temos pendências com os jogadores, isso aí é uma coisa que ficou e a gente está tentando solucionar. A partir de Novembro quando nós prepararmos a nossa apresentação, deve ser para a segunda quinzena de Novembro, na primeira semana deveremos fazer alguns exames médicos na equipe, estamos olhando jogadores, estamos acompanhando…o importante é ter tranquilidade para trabalhar com antecedência.”

Weber descreveu as dificuldades que enfrentou na temporada deste ano e sonha com um futuro melhor para o Periquito onze vezes campeão candango: “Hoje nós só temos a receita da Timemania que todo dia 3 sai e que tem nos ajudado e muito esse pagamento que estamos devendo. Estamos também tentando receber algumas pendências com credores que estão pra repassar para a SEG, mas o importante é também a gente estar atento à questão do trabalho profissional. Estamos com pessoas trabalhando, ajudando olhando jogadores não só de Brasília como também de fora. Estamos montando um elenco que entre em campo que traduza esta cor que tem a camisa do Gama, esse verde do Gama, essa esperança do Gama, que a gente faça uma grande competição. O sonho dos doze clubes que vão disputar (o candangão) é chegar na final. E o sonho do Gama também não fica atrás, ir para uma final que esse ano escapou da nossa mão no jogo contra o Paracatu. Infelizmente não passamos. Tivemos uma série de problemas dentro de campo, fora de campo, brigas, questão de suspensão de jogadores…mas como isso faz parte do futebol, é passado, vamos olhar para o futuro e trazer o que há de melhor para que a gente possa ter a torcida ao lado, que a gente possa ter um grande time, honrem a camisa do Gama e fazer do ano de 2018 um ano de sucesso para o Gama”.

Quando perguntado sobre os planos do time para a próxima temporada, Weber desconversou dizendo que espera um trabalho de empresas para definir os nomes que trabalharão pelo futebol do clube. Nem mesmo Vilson de Sá que havia sido confirmado em reunião interna e “desconfirmado” na  imprensa está certo no clube: “Por enquanto não, o Vilson está colaborando bastante como sempre colaborou. Nós estamos esperando o andamento de algumas empresas que estão fazendo um trabalho junto ao Gama. Não nomeamos ninguém, mas o Vilson está fazendo um trabalho muito bom para o Gama, olhando jogadores assim como o Paulinho (Araújo) e também a outra parte da Diretoria”.

Comentários

comentarios